APRENDER A APRENDER, A COLABORAR E A CO-OPERAR EM AMBIENTE VIRTUAL

 As redes digitais, ao operar por meio de computadores interligados via Internet, potencializam a emergência da sociedade em rede (Castells, 2002), do ciberespaço: surgem ambientes e redes de conversação virtual para informar, opinar, trocar e socializar informações, atuar, comunicar, produzir, divertir, questionar, aceitar, divergir, propor, deliberar, entre pessoas geograficamente distantes em torno a temas e interesses por eles partilhados. Usam comunicação escrita, cores, movimentos, áudio, música, linguagem pictórica e icônica, imagem fixa e audiovisual, dados, criando comunidades de aprendizagem e trabalho em rede.

  - Quando alguém se conecta à rede mundial de computadores, na realidade abre uma janela para o mundo e para a aprendizagem que se descortina na tela do computador (Harasim, Hiltz, Teles e Turoff, 2000, p.23). Aqui é importante destacar que se trata da "cultura da virtualidade real":

(...) é virtual porque está construída principalmente através de processos virtuais de comunicação de base eletrônica. É real (e não imaginária) porque é a nossa realidade fundamental, a base material com que vivemos a nossa existência, construímos os nossos sistemas de representação, fazemos o nosso trabalho, nos relacionamos com os outros, obtemos informação, formamos a nossa opinião, atuamos politicamente e alimentamos os nossos sonhos". (CASTELLS (2004, p. 240).